Brand Abuse, Partner Compliance

Google remove 2,3 bi de anúncios em 2018: veja as mudanças nas políticas de conteúdo

Por André Luiz R. Silva em
COMPARTILHAR

A Google tem mostrado que está realmente focada em aumentar a segurança na internet: após apresentar dados muito interessantes  sobre phishings na  RSA Conference, na última semana foi a vez de anunciar que 2,3 bilhões de anúncios maliciosos foram removidos ao longo de 2018 – ou incríveis 6,3 milhões de remoções por dia. Junto com esse número gigantesco também foram divulgadas as mudanças nas políticas de conteúdo para a conformidade dos usuários.

A conta inclui outros dados bem expressivos: 1,5 milhão de aplicativos tiveram anúncios completamente removidos, e 28 milhões de páginas inteiras foram tiradas do ar. Das infrações mais graves, 58,8 milhões de anúncios de phishing foram derrubados.

O número total de anúncios removidos no ano passado é 28% menor que o de 2017, quando 3,2 bilhões de remoções foram feitas pela Google. Mas não precisa se preocupar: está tudo sob controle, pois o foco da empresa tem sido justamente a derrubada de perfis em vez de muitos anúncios individuais. No total, um milhão de contas maliciosas foram derrubadas em 2018 com uma mãozinha (e olhos) do escaneamento via machine learning.

 

O que muda nas políticas de conteúdo da Google com o machine learning?


A empresa norte-americana têm apostado cada vez mais na inteligência artificial para a remoção de infrações: no ano passado, 330 classificadores diferentes foram ativados para detectar o nível de conteúdo malicioso nas páginas. Esse número é o triplo de 2017.

Uma outra aposta é na visualização prévia de problemas que devem ser solucionados na hora de se postar um anúncio. Assim, quando alguém está prestes a inserir conteúdos que violam as políticas da Google, imediatamente recebe orientações para que faça ajustes no anúncio. Tudo isso acontece num novo painel, chamado de Gerenciador de políticas.

 

unnamedO painel Gerenciador de políticas da Google vai ser lançado em abril e irá mostrar problemas relacionados às políticas em anúncios, palavras-chave e extensões do usuário

 

O painel vai ao ar em abril deste ano, mas é interessante notar que a Google já disponibiliza a visualização dos motivos de uma remoção de conteúdo desde o ano passado. Uma outra função também disponível no painel é a possibilidade de pedir revisões de uma remoção em botões mais acessíveis (o que esperamos que não seja recorrente, certo?).

 

A remoção de conteúdo da internet é importante e não precisa ser um bicho de sete cabeças. Nós da Axur (e nossos robôs) podemos ajudar sua empresa e seus clientes: com a solução Digital Brand Compliance, você pode se certificar de que ninguém está usando sua marca sem autorização.

 

event-image

ESPECIALISTA CONVIDADO

Eduardo Schultze, Coordenador do CSIRT da Axur, formado em Segurança da Informação pela UNISINOS – Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Trabalha desde 2010 com fraudes envolvendo o mercado brasileiro, principalmente Phishing e Malware

AUTOR

André Luiz R. Silva

Estudante de Jornalismo na UFRGS e Content Creator da Axur, responsável pelo Deep Space e atividades de imprensa. Por aqui, também já analisei muitos dados e fraudes como membro da equipe de Brand Protection. Em resumo: trabalhar com tecnologia, informação e conhecimento em conjunto é um dos meus maiores amores!