Jornada de compra e os riscos digitais

O entendimento da jornada de compra do consumidor é uma ferramenta poderosa de marketing, apoiando a estratégia de marketing digital de muitas empresas e guiando os investimentos em vendas. O consumidor passa por diversos passos antes de uma compra na internet. Em cada um deles, é atingido por diversos conteúdos relacionados às soluções que procura para a sua necessidade.

A cada passo, ruídos externos podem “roubar” o cliente de da jornada criada pela sua empresa, aumentando o custo de aquisição e diminuindo a sua conversão. Esses ruídos podem se apresentar de diversas maneiras: páginas falsas, apropriação de identidade de marca, perfis não oficiais em redes sociais, uso irregular de marca, entre outros.

No ambiente digital, é preciso ter uma abordagem de marca para cada fase na qual seu consumidor percorrerá para chegar ao seu produto ou serviço. A partir do momento em que você cria uma estratégia de marketing, fraudadores e aproveitadores podem e vão infiltrar-se no funil destinado ao seu público consumidor, se aproveitando de todo o seu investimento. Portanto, é essencial prover segurança e preservar sua verba desprendida para a construção dessa jornada.

É com este cenário em mente que a Axur lança Riscos digitais na jornada de compra do consumidor. Nosso novo e-book aborda as quatro principais etapas da jornada de compra do consumidor no ambiente digital, bem como os riscos associados a cada uma delas:

1. Descoberta e consciência

Nesta etapa, o consumidor começa a perceber que tem uma certa necessidade, mas não sabe ao certo como ela se resolverá. Inicia, então, uma fase de pesquisa para determinar o que é preciso para atender a sua demanda, atualmente é muito usado sites indexadores para a realização desta busca como o Google ou Bing. É possível que o consumidor tenha seu primeiro contato com uma marca nesta etapa. E como a maioria das vezes este primeiro contato ocorre na internet, é importante que ele seja protegido de “ruídos” nesse contato.

2. Consideração

Após a descoberta da sua necessidade, o usuário vai em busca da solução para a sua necessidade, já sabendo o tipo de produto ou de serviço de que ele precisa para alcançá-la. É imprescindível que o uso da sua marca siga sua proposta de valor para o mercado e sua mensagem precisa ser clara para se destacar da sua concorrência. A analogia muito usada para este serviço é uma lista de prós e contras entre você e seus concorrentes, riscos digitais encontrados no meio do caminho servem como contras para o cliente.

3. Decisão

Com toda a pesquisa feita na etapa anterior, o consumidor consegue avaliar mais claramente as alternativas que estão à sua disposição. Porém o investimento de marketing com o foco na conversão, como todo investimento, há riscos presentes nesta etapa também. O consumidor pode passar por todos os estágios de compra, escolher a sua marca e, na efetivação da sua compra ou conversão, acabar acessando uma página falsa, por exemplo. Os riscos presentes na etapa de decisão são cruciais para as taxas de conversão do seu site, um ataque que se apresenta para o usuário nesta fase aumenta o investimento necessário para o funil de vendas.

4. Fidelização

A jornada do consumidor não está terminada após a compra ser realizada. Há sempre a possibilidade de recompra e a necessidade de fidelização do cliente. Quando um usuário chega a este estágio, ele não só comprou o seu produto, mas também depositou confiança em sua empresa ao compartilhar seus dados. O dever da empresa é fornecer o mínimo de segurança para os dados de seu cliente. O vazamento de informações sobre os cliente é uma das formas mais rápidas de um consumidor perder a confiança na empresa e, por consequência, não voltar a realizar compras.

Proteger o consumidor ao longo de sua jornada de compra é essencial. Para conhecer mais detalhes sobre os riscos que estão associados a cada etapa dessa jornada, baixe nosso e-book Riscos digitais na jornada de compra do consumidor.